www.eroticoeprofano.blogspot.com

terça-feira, 31 de maio de 2011

Meu corpo que é teu!
Meu corpo, de curvas suaves,
Contornos esculpidos,
Ombros frágeis, mãos serenas,
Meigas peças de provocar delírios.
Seios delineáveis, pedintes e pedantes,
Por instantes atraiçoados por bicos arrogantes.
Ventre quente, de guardar semente,
Vizinho do erótico, do aromático,
Do único caminho de penetrar no todo.
Corpo de quadris enigmáticos,
De requebros frenéticos,
De pernas rapinas, morenas,
De coxas felinas, sedentas,
Torneadas na selva.
Culminam em pés carinhosos,
Como mãos atrevidas,
Em procuras bandidas,
Em dedinhos sensuais.
E a cabeça dengosa,
Com olhos gotejantes,
A boca entreaberta,
A língua molhada,
Oferece, safada, a promessa de amor.
Colher neste corpo
O sumo, o fruto, o bagaço,
Transbordar num abraço
O encanto da flor.
Adorna o meu corpo
Com teus laços, apertos,
Com tuas marcas, teus dentes,
Me guarda, me aguarda
Que tua morada,
A fogo entalhada,
Tem meu endereço...
lambidas macias beijos de bombom :)
 
CRÉDITO sub_ísis

FISTING - DILATAÇÃO PARA INICIANTES


Muitos me perguntam como fazer a dilatação para poder fistar.

O processo de dilatação é bem semelhante ao que se faz com alongamento para adquirir mais elasticidade.

Preparação:

O Tesão é fundamental é muito mais gostoso de fazer a dilatação com Tesão.

Lubrificação sempre, tem que estar sempre bem lubrificado para não repuxar a pele.

Procurar ficar relaxada geralmente a posição de parto é a melhor.

Que lubrificante usar:

No Vaginal somente lubrificantes íntimos como KY e semelhantes a base de agua
Para não ressecar use um spray com agua ou copo de agua próximo.

CUIDADO: outros lubrificantes como gorduras vegetais, Crisco, etc. podem ficar
dentro da vagina e causar infecção.

No Anal já se pode usar além do KY, gorduras vegetais como Crisco, J-Lube e outras.

Obs: Crisco é um lubrificante muito usado para fisting anal lá fora.
Busca Google Crisco lube onde comprar
J-Lub dizem que tabem é otimo, é um po q se mistura com agua.
Busca Google J-Lube onde comprar


O ANAL:

Repara como o canal anal segue a curvatura da coluna.

<-- Clique na imagem para ampliar






É igual ao vaginal mas é bom fazer uma lavagem anal (VIDE OBS no final).
Para entrar mais facil faça força para fora como se fosse evacuar tb ajuda.

<-- Clique na imagem para ampliar




Aqui pode-se ter uma visão mais ampla,
repare bem na curva do "Sigmoid Colum"

Muito cuidado para tentar algo mais profundo


<-- Clique na imagem para ampliar



A Dilatação:

O objetivo é aumentar a elasticidade do respectivo orifício sem danificar o mesmo e inclusive aumentando o controle muscular.

Lembre-se a dilatação é como fazer alongamento tem que forçar a ponto de doer mas sem machucar ou cortar o tesão.

Basicamente vc devera introduzir consolos, pepinos ou mesmo um consolo inflável que a meu ver é o q da o melhor resultado ou mesmo um especulo ginecológico para ir dilatando.

Sempre com camisinha e bem lubrificados.


Com consolos e ou pepinos:

Deve-se escolher um que entre com uma certa dificuldade depois deixe-o ali até se acostumar, quando se acostumar coloque outro mais grosso um pouco e assim por diante mas não pode ficar incomodo por isso é bom se excitar junto.


Com infláveis ou o Especulo:

Colocar o mesmo dentro de você e ir inflando/abrindo até onde aguentar sem machucar deixar assim até se acostumar e aumentar novamente.


Frequencia / Repetição:

Deve-se dilatar no mínimo uma a três vezes por semana por cerca de vinte minutos a uma hora ou mais ai depende do tesão de cada um.

Deve-se dar umas quarenta e oito horas de descanso da dilatação entre cada treino para o organismo se recuperar.

PS: Não adianta fazer a cada quinze ou mais dias porque ai não vai dilatar NUNCA.


Acidentes / Sangrou:

Não deve sangrar mas se por acaso isso acontecer deve-se aguardar sarar antes de continuar geralmente uns três dias resolve se foi pouca coisa.

Se você fez besteira e exagerou a ponto de se machucar muito, procure um medico!

Previsão para uma mão entrar toda:

Isso é muito variável pois depende do tamanho da mão, da elasticidade da pessoa de quanto treina.

Geralmente para o Vaginal e uma mão media de homem umas quatro semanas.

No anal pelo menos uns dois meses.

Geralmente fica gostoso mesmo depois que a mão já entra umas quatro vezes pois ai não tem mais aquela dor da dilatação.

Observações Médicas:

Higiene - É fundamental, lave bem as mãos principalmente em baixo das unhas,
mantenha as unhas curtas para não machucar, USE luvas apesar que pode irritar mais q sem as mesmas, devido ao talco, lave as mesmas após colocá-las.

Cistite - Isso vale tanto para homens como para mulheres, ao se mexer muito na vagina como no ânus, isso causará uma alteração na flora que com a prática se estabiliza, mas no inicio pode causar ardor ao urinar (cistite) isso é devido alguma infecção oportunista q se aproveita dessa alteração na flora ou falta de higiene, isso todo mudo já passou principalmente as mulheres.
Mesmo o uso de uma calcinha q não seja de algodão pode causar isso.
Depois isso não acontece mais devido ao fisting, a não ser q se exagere demais ou não se tome os devidos cuidados de higiene.
Caso isso ocorra, sempre consulte seu médico como faria se isso acontecesse por qualquer outro motivo.

Consultoria Médica Dr. Leonardo MSN: leonardopurchio@hotmail.com
O Dr. Leonardo é hetero e tb praticante de Fisting.

OBS: Lavagem Anal:

É aconselhável uma boa lavagem que pode ser feita antes com um fleet enema ou mesmo usando-se a mangueira do chuveiro.

No caso da mangueirinha importante que a água esteja morna na temperatura da pele e que não se coloque com pressão, se for um chuveiro elétrico basta tirar o chuveirinho e usar a mangueira, CUIDADO ver se a borda da mangueira não tem rebarbas, DE UMA LIXADA.

Deve-se colocar uns cinco segundos de água, segurar uns trinta segundos e depois soltar, repetir até a agua sair limpa, geralmente depois de umas 6 a 8 vezes resolve.

Pode acontecer de não conseguir limpar ai esquece e deixa para mais tarde ou o dia seguinte.

Geralmente costuma-se dar um tempo de cerca de uma hora após lavar para fazer a dilatação mas tem gente que já faz logo em seguida.

Cuidado pois pode ainda ter agua dentro que não saiu, então sugiro que a dilatação anal seja feita na banheira até que você já esteja seguro das conseqüências.



Clique aqui para acessar o texto sobre fisting tem mais informação importante lá.
...Creio na mulher que ama,
Creio na vida que proclama.
Creio naquela que não corre
E na que socorre,
Quando um homem fraco,
Nos seus braços chora
E de amor implora
Que ela não se vá.
Que me perdoem as feias –
obrigado, mestre –
que se tornam feias,
por se acharem assim:
tão sem força e sem coragem,
amedrontadas e recalcadas;
mas que me perdoem,
sobretudo,
as belas fugazes,
as que se vêem divinas;
e, por seu efeito gabolam,
corrompem e se atolam.
Fora com a mulher submissa!
A mulher omissa,
Que apanha de vara,
Que apanha na cara;
E do alto de sua torre de autopiedade,
Suicida-se pouco a pouco. 


Fora com o homem forte!
O homem que não chora
E nunca implora;
E do cume de seu pedestal,
Protegido por densa capa de impunidade,
Espalha a maldade,
Comete atrocidade.
Pobre diabo!
Mulher,
Que desça, vez por todas, sobre ti a consciência,
Quebra os grilhões da servidão
Para que deixes de ser um mero objeto de arte,
Escrava de teu próprio conformismo.
Luta com coragem!
Mas se te serve o conselho de um homem fraco,
Não te pareças com os homens fortes:
Sê feminina, sê menina, sê mulher! ...



CRÉDITOS: DOM MISTÉRIO
Depois de 72 dias longe do meu dono, lá estava eu novamente, ansiosa na janela esperando por ele... foi uma grande jornada desde a ultima vez que nos vimos... muita coisa aconteceu... nossa relação foi testada... fomos colocados a prova... mas nada que pudesse nos abalar um minuto sequer... pelo contrário, a cada dificuldade que passamos, nos tornamos mais fortes, e este reencontro tinha este sabor especial... o sabor da superação... 



Me arrumei tentando driblar a emoção... ficar tanto tempo longe provoca uma sensação de insegurança, como se fosse a primeira vez... e como no primeiro dia, eu usei um vestido vermelho, de botões grandes, fácil de ser aberto, rsss... usei Tb brincos dourados, meu colar com o pingente q de cachorrinha q ele me deu (a docinho), bastante creme, perfume e nada de lingerie como ele gosta...


Estava pronta, e mtoooooo ansiosa... fiquei na janela pensando em todos os acontecimentos, até q o vi passar pela calçada me acenando... estava lindo como sempre... cabelos grisalhos, camisa pólo mostarda e sorriso de menino travesso, olhando prá mim e já tramando todas as traquinagens q iria fazer... rsssss.



Foi praticamente atacado quanto cruzou a porta do quarto... eu nem quis saber se devia esperar os cumprimentos e pulei no seu pescoço matando a saudade dakele beijo delicioso q tanto me faz falta, depois um abraço forte, meu coração pulava, não batia... rs... e atrevida eu o segurava querendo ficar mais nakele abraço... mas ele foi me levando prá perto da cama prá darmos inicio aos cumprimentos... beijos nos pés, nas mãos e akele beijo gostoso, estrangulado tendo os cabelos puxados, sufocada e feliz...


Ele se sentou, eu tirei suas roupas e comecei a fazer um deliciosos oral que não durou mto tempo, pois ele começou a me tocar e me mandou pegar o preservativo... me pegou pelos braços e me jogou de bruços com força em cima da cama... começou a dar tapas mto fortes que pegavam minha bunda e coxas, e ao mesmo tempo começou a penetrar minha vagina.


Me ergui e fiquei de quatro prá sentir melhor a penetração... foram 72 dias sem ser tocada dakela forma e meu corpo inteiro sentia necessidade de recebê-lo dentro de mim... os tapas vinham tão ardidos tão fortes q eu me assustavam... mas ao mesmo tempo delirava de prazer ao sentir o ardor e as estocadas cada vez mais fortes... Puxou meus braços me deitando de lado e agora eu recebia bofetadas no rosto e nos seios... eram tão fortes que os vergões apareciam na hora, e no outro dia pequenas pintinhas roxas cobriam os meus seios como uma obra de arte...


Eu gozei varias vezes assim... como sempre não me preocupei em contar... meu corpo molhou inteiro de suor, e meus músculos de tanto se contrair já tinham chegado ao extremo do cansaço... desmontei sobre a cama... ele se deitou e como sempre eu me apressei prá me aconchegar... estava com saudade desta sensação...


Sentir o corpo ardendo, o cansaço do orgasmo, e o aconchego... eu queria q o mundo parasse... mas infelizmente não parou... Conversamos um pouco sobre tudo q tinha se passado nakeles 72 dias, e sem perceber nosso tempo descanso tinha acabado, dk me chamou pro banho, e eu fui me sentindo um pouco insegura com o q viria a seguir...


Depois de dois anos de coleira sempre penso q eu deveria ser capaz de fazer tudo q meu dono quer, porém, em algumas situações sinto ainda mta dificuldade, na vdd, em uma situação específica sinto q não evoluí nada, e isso sempre é motivo prá me tirar o sono...


A chuva dourada da forma que DK gosta, com a sub engolindo a urina, desde a primeira sessão é algo q me desafia... e me atormenta... até aki ele sempre teve paciência não impondo sua vontade em várias sessões, apenas raramente... porém, percebendo q essa dificuldade me incomoda e me deixa frustrada, depois de uma conversa, decidimos juntos q em todas as sessões a partir da primeira sessão de abril desse ano ele me faria engolir ao menos um pouco, pra q eu possa superar minha dificuldade...


Bom, era nisso q eu estava pensando quando fiquei enrolando no quarto e ele já com no chuveiro me esperava para começar... me chamou, eu fui, mas me fiz de desentendida, demonstrando q eu começaria a lhe dar o banho como de costume... eu estava mto nervosa... e ele claro percebeu... me pegou pelos ombros e me forçou para baixo me fazendo ajoelhar... como em todas as outras vezes respirei fundo, fechei os olhos, tentando pensar apenas no sexo oral q eu ia fazer... comecei a sugar seu pênis, e como adoro sexo oral me distraí um pouco com o prazer dakela sensação... ele demorou ... mas depois de alguns minutos começou a jorrar urina na minha garganta... como sempre nos primeiros instantes consegui engolir uma quantidade até razoável... porém, é como um estalo, meu cérebro se dá conta do q está fazendo, minha garganta se fecha, e por mais q eu faça força a ânsia de vomito não me deixa continuar... a sensação de cansaço é tão grande q chego a sentir o corpo inteiro suar em questão de segundos, do jeito a gente sente qdo leva um grande susto... sinto meus músculos moles e trêmulos... e então não consigo mais... não tem jeito....


Continuei com a boca aberta recebendo a urina e deixando escorrer pelo meu corpo... ele terminou... me deu a mão, me levantou e me ajudou a lavar a boca... depois me deu um beijo tentando me consolar... ele sabe q nessas horas a sensação de cansaço e a frustração sempre me fazer querer chorar... e eu sempre me lembro da minha primeira irmã Nice, q fazia isso sem nenhuma dificuldade... não me conformo de não conseguir...


Depois do beijo e de alguns carinhos eu já tinha me acalmado... terminamos nosso banho, jantamos e fomos para o escritório...


Meu dono tinha separado a caixinha com agulhas, os curativos e o chicote vermelho e colocando em minha bolsa, ele disse q ainda não sabia o q queria fazer, e que iria pensar... eu me sentia ansiosa, na vdd essa ansiedade vinha me acompanhando desde q deixei minha casa rumo ao rio, pois, por uma sucessão de acontecimentos, e uma brincadeira q ficou séria demais, meu dono disse q me daria uma surra, a maior q eu já levei até hj... eu ainda brinquei eu ia adorar pq também ficaria marcada como jamais tinha ficado....


Claro, eu adoro marcas, porém sinto medo da dor sim, medo e atração, receio e uma vontade incontrolável de sentir as chicotadas e as pancadas de cane atingindo minha pele e me marcando... bom, acontece q os chicotes preferidos do DK não estavam conosco, então tivemos q deixar para a próxima vez quando eu voltar... isso me frustrou e me aliviou, rs, complicado né... mas de qualquer modo, ainda estou esperando... e vai acontecer...


Ele trabalhou um pouco, e me mandou pegar as agulhas e me sentar em uma cadeira próxima a ele... abriu os botões do meu vestido, desceu até a cintura deixando minhas costas totalmente expostas prá ele... eu não nego, tenho mto medo de agulhas... já experimentei nos seios, bunda e coxas, o lugar q menos dói é nos seios, (não no bico, é claro, no bico a dor é mto forte) mas o lugar q mais doeu foi nas costas...


Minhas mãos suavam e tremiam, mas eu fiquei calada, quieta, ele já sabe q eu tenho medo, então não falei nada, também detesto quando ele pára qualquer coisa na metade a pedido meu... peguei a parte da frente do eu vestido mordi... debrucei sobre o encosto da cadeira, apertei com as mãos como que para me segurar, e fiquei esperando....


Parece q ele faz de propósito, quando estou com mto medo de uma coisa, ele demoooooora... ficou olhando pras minhas costas imaginando o que ia fazer... então senti o algodão gelado, com álcool passando sobre a minha pele, meu coração acelerou... as duas primeiras eu não senti... ele ia espetando e me perguntando se tava tudo bem... o medo era tanto q a voz nem saía, eu só balançava a cabeça...


Quando chegou na região da cintura, aí sim, doeu mto, não sei pq... as da região da cintura e as que foram colocadas na linha da coluna, doeram inexplicavelmente... e claro eu falei... na vdd reclamei tanto que até achei q ele ia parar na metade (no fundo esse era o objetivo), mas ele não parou... eu fiquei me segurando, e até disse a ele q estava tremula e suando de dor e medo... tentando convencê-lo a parar, mas ele foi até onde tinha planejado ir, e ainda comentou q não tinha ficado do jeito q ele queria, e q provavelmente teria que fazer de novo...


Nossa isso foi o fim prá mim, rsss... parecia q akele momento tinha durado horas, e eu não imaginava ele tendo que colocar todas elas em mim de novo... eu não sabia quantas eram, mas sentia q eram mtas, (depois, contando na foto descobri que eram 20 agulhas) estavam cravadas e doíam, ardiam... fora o peso psicológico q é o q mais influencia com relação a agulhas... então ele tirou fotos, e eu brinquei q tinha ficado lindo, perfeito, e q não precisava fazer de novo... kkkk, bom ficasse do jeito q ficasse, eu não queria de novo, rssss... então ele me disse que deixaria prá fazer de novo outro dia, o que me deixou aliviada...


Retirou as agulhas, que também ardem prá sair, rsss... passou álcool novamente, me mandou ir pro chão, me colocou prá fazer sexo oral e voltou ao trabalho... aí sim, eu relaxei... matei a saudade... tanto tempo longe do meu dono me faz ter saudade de todas as coisas imagináveis, do gosto, do cheiro, do gozo... em cada noite sozinha lembro de um detalhe diferente, o q me deixa cheia de desejo e de saudade...


Suguei, lambi, chupei até ele gozar deliciosamente em minha boca... enfim, eu me senti realizada... senti seu corpo tremer enquanto ele recostava a cabeça pra traz fechando os olhos prá gozar... a expressão de prazer em seu rosto, o suor brotando na pele provavam q eu cumpri minha função de satisfazê-lo... já era quase meia noite, e ele me deixou descansar...

Ele brinca que nessas horas eu viro tapetinho, rsss, eu me deito no chão, em frente a sua cadeira e ele apóia os pés sobre mim, geralmente pisando forte no bico dos meus seios para me torturar.... ali relaxo, descanso... já cheguei até a cochilar rssss... depois de todo prazer, dor e tensão, realmente não tem como segurar o cansaço...


Minhas amigas sempre me perguntam pq nunca entro no MSN depois das sessões, e a vdd é q não agüento, rsss... volto pro hotel me arrastando, mal consigo tomar um banho e desabo na cama... durmo até 10h sem acordar prá nada, rsss... nossa, isso cansa mais q trabalhar... kkkkk...


Enfim, tinha acabo a primeira das quatro noites q eu passaria com meu dono este mês... ele me levou pro hotel... conversamos mais, eu estava mto feliz, como todo inicio de semana com ele, rssss... me deixou na porta, como sempre me dando uma bofetada em frente ao hotel, ficou esperando eu chegar a portaria, acenou, jogou um beijo... e seguiu seu caminho...


Não nego q é sempre triste esse momento... como se a vida arrancasse um pedaço de mim, e me deixasse sangrando... porém felizmente eu já consegui superar essa sensação e extrair o melhor de tudo... subi para o quarto admirando minhas marquinhas nos seios e sentindo as costas arder... lembrando do carinho q ele tem comigo, e que sempre diz que me ama...



Tomei o meu banho, deixando a água escorrer nas marcas, sentindo como se ele estivesse ali... e me deitei percebendo que a solidão não existia... não nakele momento... quem vive um amor tão intenso, tão forte... quem vive momentos de tanta ternura... nunca está só... adormeci... com a certeza de que enquanto este amor durar, ele estará sempre comigo, como ele diz, sempre pertinho... me protegendo, cuidando, se preocupando comigo... a sensação de q ele estava ali era tão forte q eu sentia seu calor na cama... sua respiração, seu cheio...


Em meus sonhos ele estava ali ao meu lado... me olhando dormir... em meus sonhos velava meu sono... e para além dos meus sonhos, em tudo que vivemos, ele me cuida, cuida do meu coração, me adestra, me educa, me olha e vela por mim....


Amo tudo que vivo aos teus pés...


CRÉDITOS:  eliz.
Amor 
sem pudor quero te dizer :
Sou tua,
são teus os meus
Desejos e anseios.
Amor me ama
sem medo,
sem tempo.
Apenas vivendo o nosso momento,
sentindo toda minha paixão.

Vem enlaça meu
corpo por inteiro.
Amor quero realizar
tuas fantasias ...
E nos teus sonhos me encontrar...
Vem meu amado sente
Nesse momento nossos
toques e carícias,
pele, cheiro...
Escuta meus anseios.

Me beija...
Assim um longo beijo...
Me pega pela cintura me faz tua...
E entre
sussurros e afagos
Me diz baixinho
que me adora ...
Que me quer agora ...^ ♥^



CRÉDITOS:    Darlene Alves...


Amanhã quando
você me encontrar
Vou te olhar e te abraçar
Alma de minha Alma
que me encanta

Doce encanto que
ao meu lado esta


Você é o aconchego
que eu preciso
Você é a paz
que eu encontro
Você felicidade
traduzida em versos
Sem você não
consigo caminhar
Sem você eu fico a vagar
Sem você sou só chorar
Amanhã quando
você me encontrar
De braços abertos
vou estar a te esperar
Alma de minha Alma
que nunca iremos


Nos Separar!"


♥Encanto Meu♥

CRÉDITOS : (Guerreiro do Amor)

Ser mulher! Ser submissa!

Ser Mulher! Gosto de ser
Parametros
Sem limites
Em tempo integral
Fragil ou poderosa
Sensivel ou radical
Vario com a necessidade
do tempo
Com a chuva ou trovoadas
Que nem um dia de sol


Ser Submissa! Adoro
É sentir o toque da mão
do seu Dono,
na alma
É deixar que o toque da mão
do seu Dono,
na alma
É deixar que tome posse
do seu corpo sem pedir
licença
Entrar na sua mente
invadindo e mudando
seus pensamentos de submissa


Ser mulher é sensasional
No alto de seus tamancos
Ou na praia de canga e descalça
A noite com seu decote
No trabalho de saia justa
Na cama nua com seu amor
Ou sozinha se bastando


Ser submissao
É poder ter asas pra voar
pra onde quizer
Mas no fundo desejar que as
asas sejam acorrentadas aos
pés do seu Dono


Ser mulher
Mesmo feia, bonita, pobre, rica
E nunca deixar se abater por
nada ou por ninguém
Mulher Sempre ter orgulho
de ser mulher
Não deixar se abater por
nada ou por ninguém
Ser mulher é ser vitoriosa


Ser submissa
É sentir protegia diante
do meu Dono
Mesmo estando distante
sentiria um pouco
Submissa não se aprende
é Ser Submissa é ser mulher
Porque a mulher de verdade
é submissa,
E uma submissa é guerreira
vitoriosa como mulher.!

Créditos: olabisi
Acho que este texto demonstra tudo sobre o Dominador e sua submissa ...
A entrega sem reservas , a entrega de alma, corpo e coração ...
A unica coisa que a submissa espera do seu Dono e o amor e o seu prazer em te-la como sua cadela , como seu objeto de prazer a certeza que seu Dono sabe que a entrega dela e total e por amor ...

Estar entregue de corpo alma e coracao , viver  esses momentos , a cumplicidade, a fidelidade o amor de servir deva ser unico e maravilhoso ...

As vezes me pergunto  ate onde vai a entrega ... ate onde vai o amor ... ate onde vai os limites de uma submissa ... E estranho para mim pensar nisso ... So tenho a certeza da minha submissao ... do quando desejo servir , cuidar e amar quem vir a ser meu Dono , sessoes , como se portar agir , meus limites o que gosto ou nao isso tudo me e assustador ... Me sinto um bebe ... uma pedra bruta perdida a espera de ser encontra e moldada pelo Mestre , Senhor e Dono

Mas me pergunto como ? quando ?    
Como saberei que estou no caminho certo !!
Quando serei capaz de me entregar e ser da  forma e desejo do meu futuro Dono como submissa como cadela

Me sinto perdida ... confusa ... com medo ...

Me pergunto ate onde vai  a seriedade do BDSM no orkut ...

Vejo submissas que trocam de coleira como trocam de sapatos ... alias trocam mais rapido pq dependendo do sapato vc usa usa usa pq gosta dele ... São  submissas que   vivem com 2 ou 3 perfil´s e neles conversam , negociam e ate mesmo vivem com a coleira de um  Dom ... Como pode um Dom serio levar a serio as submissas serias que estao no orkut ... O orkut nada mais é que um caminho para se encontrar , fazer amigos (as) e ate mesmo encontrar seu futuro Dono e Senhor  ...

Vejo Dom´s que se aproveitam porque ja deparam com  tais subs e acham que todas sao iguais ... Que nao levam a serio a entrega da sub que o deseja de verdade ... dão valor a aquelas que vivem trocando de coleira ate porque deve ser mais facil lidar com elas do que com aquela que nao sabe e nunca viveu nada ...

 Fico com essa  duvida  e sei que um dia serei melhor que hoje ... serei mais submissa que hoje e serei da forma e desejo do meu futuro Dono ... e essa a certeza que me faz ficar ... e me faz acreditar que no meio de tantas laranjas podres existem as boas ... e sera so no dia a dia que nos submissas e  os Dominadores iremos jogando fora as laranjas podres ...

Beijos da doce morena

CRÉDITOS: doce morena
Extraído do blog: doce cantinho

terça-feira, 24 de maio de 2011

SHOW LUAN SANTANA E BANDA

Convidamos a todos para o show de Luan Santana e banda, dia 11.JUN. 2.011, Campus Univap - Urbanova em São José dos Campos - SP



segunda-feira, 23 de maio de 2011

"A minha máscara!"






"Coloquei a minha melhor máscara
Para esconder a saudade
Que sinto de ti
...Aquela máscara de alegria dissimulada
Que habilmente
Transforma lágrimas em sorrisos
E gemidos de alma
Em sussurros que a boca emite...
Hoje coloquei minha melhor máscara
Aquela que comprime, oprime e veda
os verdadeiros sentimentos
A máscara que coloco todos os dias
Por um ou outro motivo
A máscara que me transforma sempre
Naquilo que eu não sou
Que transparece alegria
onde existe solidão
Que imprime notas musicais
Onde ecoam choros...
Hoje coloquei minha melhor máscara
E com ela passeei o dia inteiro
Distribuindo sorrisos e gentilezas
Uma máscara capaz de esconder num olhar
O que a alma teima em gritar
E o coração teima em silenciar
Gemendo e batendo baixinho....
Uma máscara capaz de colocar
No meu rosto marés cheias
Quando em mim é sempre praia mar...
Agora que finalmente a noite chegou
Posso finalmente voltar a ser eu novamente
A máscara ficará esquecida num canto
Até voltar a ser manhã
Durante a noite o meu verdadeiro eu
vem deitar-se à minha beira
E chora comigo a tua ausência
Até eu adormecer de cansaço,
esvaída de mim, saudosa de ti...
Até voltar a ser madrugada
Eu posso finalmente ser livre
Sem grilhões nem amarras
Até voltar a ser manhã,
Posso finalmente ser eu
Sem truques e sem máscaras...


Da autoria de: São Reis
Transcrito integralmente do blog de umbra

Os desejos de submissão...
estão se aflorando!
Surgindo aquela tesão...
de estar novamente me entregando!


Aquele simples toque do chicote,
em meu corpo...
Eu imploro-Te!!!
toma-me em Tuas mãos, pouco a pouco!


E pouco a pouco,
eu mais me liberto,
e pouco a pouco,
mais Te pertenço!


Desejos de ser tua!!!

CRÉDITOS: UMBRA

SUBMISSÃO & MAGIA

'' É ter Um lindo amanhecer ou
Neve caindo no anoitecer.
Uma música de Verdi,
Um dançar no luar.
Viajar, escrever, plantar.
A dialética confirma ou nega
Mas, tudo é salutar.
Mas, o melhor dos prazeres
É te dominar!
É te proteger!
É te guiar!
É imaginar!
É te possuindo!
É te fazer cadela!
senti tuas mãos
como frio vidro
de um espelho usado
reflectida nelas
gesto primitivo
ousado
levei-as a percorrer
meus sentidos
abertas janelas
o vento entrou
deixei-as tocar
desejo esvoaçou
em mim provocado
deixei-as deslizar
gostos acendidos
olhares cruzados
nossos gemidos
até nos cansar
gozados
mundanos
nossos seres
de insanos
prazeres
amar

Fecho os meus olhos e ainda consigo sentir
O suave toque dos seus labíos
O gosto doce e molhado do seu beijo
Que me queima os labíos, o pescoço , a orelha
Meu corpo se sente todo embriagado de prazer
Ele responde a cada toque de minhas mãos
O ar começa a querer faltar-me no meu peito
E sinto que a qualquer momento vou desfalecer.
A noite as lembranças ficam mais fortes
E eu te desejo
Com todo seu fervor de cadela
tento dormir mais o sono vem,
Olho para o telefone ao lado da cama ,
Desejando cada dia mais te La em meus domínios

Meu corpo continua queimando
de desejo de possuí la
Meu libído nunca esteve tão vivo em mim
Eu me masturbo
E imagino suas mãos numa cadencia suave
Então eu deixo todo o meu prazer explodir
Meu corpo encontra-se banhado em suor
e nas entranhas de meu gozo
Imagino o momento em que voçê vai realizar todas as minhas fantasias;
Me satisfazer por completo,
Até que eu me sinta totalmente realizado.
Angel

Na silhueta do teu corpo frágil...
Construí meu castelo de desejos lúdicos...
E no desfilar do teu andar harmônico...
Não contive a manifestação do meu corpo físico!

Tua voz maviosa adentrou minha mente...
Como se fosse cântico de anjos múltiplos...
Tuas mãos carinhosas afagaram meu corpo...
Que respondeu prontamente ao chamado implícito!

O prazer vem como avalanche...
Que meu corpo insiste em querer conter...
Mas tudo que sei é que você somente...
Feliz em meus braços quer adormecer!!!

Ah , como é bom amar...
Fazer parte de seus anseios...
Alimentar teus desejos...
Ah como é bom te amar!!!


Entrega teu corpo e tua alma em minhas mãos
E cuidarei de ti como a um lapidador apaixonado
E terei o privilégio de ver brilhar as várias facetas
Deste diamante bruto que se faz mais meu a cada olhar.

Conhecerei teus medos, anseios, credos e desejos,
E te despirei de todas as amarguras do cotidiano
Para que te sintas livre como o vôo livre de uma águia
E a alma plenamente cativa aos meus caprichos

Dá-me tua vida como a um livro a ser escrito
Te solta dos pudores, liberta-te dos tabus
Pois neste nosso palco não existem pecados,
E todas as palavras proscritas serão aqui permitidas.

Vou acalentar teu sono e zelar por tua noite tranqüila
Aninhar-te em meu colo e acariciar tua fronte
Desenhar teus traços e sorrir enquanto dormes
Pois és meu menino – lindo e inquieto como um passarinho

E sob meu olhar, torna-te minha serva,
Ajoelha-te e respira meu perfume,
Aquece-te do calor de meu corpo
Bebe do sumo que brota em meu ventre...

Liberta tuas fantasias entre minhas cordas,
Grita todas as palavras profanas com a mordaça entre teus lábios
Sinta o êxtase com as minhas mãos percorrendo teu corpo todo
E minha língua... demorando-se nas entranhas proibidas que adoras...

Sente as vigorosas palmadas que aquecem tuas carnes
O vermelho rubro que embeleza tua pele
O formigamento que te provoca desejos incontidos
A mulher – lasciva e devassa a cada toque

Ouça o silvo do chicote que serpenteia no ar
Que lambe tuas costas e cria desenhos desencontrados
A minha voz... que te atira ao chão com uma ordem suprema
E te envolve e acaricia, como se fosse único em meu mundo.

Serve-me com teu corpo e proporciona-me prazer indescritível
E te darei as estrelas que se curvarão diante teus pés
E entrega-me tua alma para enlevar meu ser
E te darei meu mundo, para que percorras e encontra-te a ti mesmo.

Sê minha menina, escrava, serva, cativa, Dono de mim
Escolheste-me entre tantas, tornara-me especial
Tens-me como teu menino, Homem, Senhor, Rei
E eu te desejo como a Minha mulher em um pedestal.
"Senhor provoca em mim os desejos mais secretos... Faz com que meu pensamento voe e viaje por caminhos de prazer e êxtase...Te desejo por inteiro, com toda a força e carinho... Com tremor no corpo e na voz e com um desejo quase insaciável de sentir você junto a mim. Você tem o poder de me abalar...E um poder quase que irresponsavelmente deixar tudo de lado e ficar com o Senhor. Senhor me excita e eu gosto..."

TRAIÇÃO







Com o aumento do numero de “participantes” do BDSM alguns problemas antes só da vida baunilha ficam mais evidentes também no meio. 
Um deles é a traição.
No SM a submissão é consentida, ou seja, a submissa aceita ser dominada, e, quando acontece a traição da sub, não é por falha na dominação.
A “sub” não trai o Dono e sim sua condição de submissa, condição que ela aceitou ao adentrar no meio.
Quando isso acontece fica claro que essa pessoa está no SM por outros motivos e não pela submissão, melhor nem comentar quais são esses motivos, pois isso é assunto pra outro post.
Não estou aqui comentando nenhum caso especifico, mas essa é uma tendência geral no meio quando ele começa a ser divulgado e a atrair pessoas de todos os tipos.
Também não acho que devemos nos esconder, mas o BDSM não é lugar pra “aventureiros”.

bela






NOVO TEMPO

Pois é, parece que foi ontem.
Mas foi em Outubro. 2.010. Fechei a senzala para reformas. Alguns amigos me disseram (que nada, fecha não, vai só trocando os animais....)
Não...prefiro fechar, zerar...reiniciar para melhorar o que foi bom e eliminar os erros.
Não tenho nada pra falar de ruim das minhas ex-subs, ex-cadelas. Sómente coisas boas.
Se houve erros (e houve) foi por que permiti que eles acontecessem. A responsabilidade de conduzir, é minha, apenas minha, por tanto, os erros tambem os são.
Hoje, me sinto renovado, com a mais clareza de tudo que aconteceu e pronto para abrir novamente a senzala de MDL.
Durante este período, muitas coisas boas aconteceram.
Conheci novas cadelas, reencontrei algumas, que por displicência, passaram por mim e não as vi.
Hoje, estou avaliando e reavaliando cada uma delas.
Vida nova, escravas novas e futuro promissor....
Um bom dia a todos
BJS
MDL

A PRIMEIRA EXPERIÊNCIA DE UMA QUASE CADELA!


Bom, disposta a cumprir minha primeira tarefa, fui logo indo até a rodoviária  e,sem erros comprei a passagem ,voltei pra casa e procurei a roupa,não podia errar tinha que estar apresentável,bom pra variar atrapalhada da forma que sou errei tudo a cor não era aquela que meu dono gostava e pior sabia disso mas por  um momento me preocupei com meu bem estar eu adoro fazer isso pensar em mim rsrs,a noite não passava,acordei as 24, ,2.30,3.50  estava atacando a geladeira,4.40 estava  brincando com o controle da televisão ,6.40 acordei no sofá desesperada,perdi hora,fui ao banheiro tomei  aquele banho,fiz limpeza de pele passei  hidratante pelo corpo,me arrumei toda,voltei ao espelho precisei tirar tudo do rosto,lembrei da voz do meu dono nada de maquiagem forte ou vai ter que lavar o rosto aqui,pronto fiz tudo novamente mas agora com tons claros e suave,fui até o ponto do ônibus isso eram 8.40hrs,no caminho pensava muito em como vou agir,como vou ser recebida,o que me espera,olhei ao senhor do meu lado do ônibus  que acabava de se encostar em mim pelo cochilo ,desviei meu braço e fiquei ali imóvel,se me mexesse o homem deitaria no meu ombro,disse pra mim mesma – é sinal que algo não vai dar certo,a viagem levou 1.40 minutos pareceu uma eternidade,anciosa e desesperada pra sair do ônibus ainda precisei acordar o senhor do meu lado que estava dormindo profundamente,primeiro obstáculo desci do ônibus e aquela multidão de gente indo e vindo,desespero,olho a hora no celular,não posso pensar tenho hora pra chegar,parei sentei num banco ao ar livre na rodoviária,respirei,fumei,respirei fundo e segui o caminho que havia feito com os olhos para não me misturar aquela multidão que me dava pânico segui linha reta até o táxi,dei o endereço ao motorista e quando achei estou segura agora,aquela voz me pergunta : - com aparelho ligado ou sem? Eu estática sem entender muito disse sem  êxito  o que chegar mais rápido,tudo que queria é não olhar  aquela multidão,o táxi sai por uma rua que pra mim era estranha e seguiu comigo ,observei as placas,o movimento,lia tudo no caminho  para desviar meu pensamento que era dou meia volta e volto pra casa ou vou em frente,por dois momentos pensei em dizer volte pra rodoviária um quando ele deu uma freada no carro por conta de um acidente outro quando ele disse entrei na rua errada a senhora vai ter que atravessar a avenida o número que a senhora quer é aquele prédio  ali e apontou o outro lado da avenida.Pânico geral senti as pernas amolecerem nem sabia se era por que ia ter que  atravessar aquela avenida desconhecida ou por que estava lá pertinho do meu dono.O homem ainda falou comigo algo que acho  que nem ouvi só paguei e desci do carro,fiquei um tempo observando o movimento e quando vi já estava do outro lado de frente ao  número do meu dono,respirei fundo,grades separavam a entrada do lugar ,a pergunta me veio o que faço agora estou muito adiantada,liguei pro meu dono.
Ouvi sua voz em meio aquele barulho de transito dizendo:- Eu avisei que não demorava tanto a viagem,argumentei mas sem ser ouvida ele disse  estou em casa ainda me espere tem um café ai na rua  me aguarde devo chegar em 30 minutos.Não me importei com ter que esperar,isso me dava tempo pra me refazer do pânico ,bom segui a rua e achei uma praça,eu adoro praças,esta era muito isolada,tinha apenas algumas pessoas sentadas conversando,bom me senti segura sentei,coloquei meu fone e ouvia música e lia até que o celular toca era ele meu dono,bateu euforia,eu nem sabia se ria ou se enxugava as lágrimas que senti correr no meu rosto ,aquela voz  disse cadê você eu muito lenta estou numa pracinha aqui perto,e só ouvi sub é bem isso, abri minha bolsa penteei os cabelos,passei novo batom  ajeite a roupa estava  quase saindo da praça ,ouvi uma pessoa dizer moça seu livro,voltei coloquei-o na bolsa,agradeci e segui meu caminho nisso ele liga,cadê você? Antes da resposta já o via ali na esquina me esperando,bem perto do meu dono e agora sem mais poder correr ele me aponta o rosto e sem pensar beijo,ele diz vamos tomar um café,bom acompanhei mas preferi água acho que naquele momento só água ia me acalmar,ele foi gentil,me ofereceu um doce que vem junto com o café,me fez uma gracinha do tipo hoje vou ser bonzinho vou te dar um doce,queria até pegar e comer mas se eu pegasse com certeza ia me engasgar por que a minha ansiedade era tão grande que a água não descia imagine o doce.
Saímos de lá ele disse vou até a livraria ,atravessamos a rua entramos,confesso eu me realizei ali tinha tudo que gosto mas me controlei e fiquei a espera do meu dono que estava brigando com o caixa eletrônico e se reportando ao vendedor da livraria,não me cabia estar muito próxima então recuei ainda mais até sair  e ficar admirando as vitrine que era disposta com detalhe de bom gosto,coisa que na minha cidade é raro esta preocupação ainda mais em livrarias.Meu dono ainda me testava pois parecia saber que eu estava assustada ele demorou há sair .Enfim saiu e disse vamos e  falava no caminho das ruas que passávamos com propriedade de quem conhecia  e eu rsrsrs cada vez mais leiga ás suas palavras e nervosa como estava nem sei repeti-las,chegamos ao prédio ele falou algo com a zeladora e entramos no elevador,a gentileza dele me acalmou abriu a porta e me deu passagem ,durou pouco a gentileza,sentou-se na sua mesa eu em frente a ele,calada e ele olhando algo no computador,parecia me torturar ele se divertia com aquilo,falava ao msn com alguém e eu lá ,bom comecei a brincar com clips e sei que ele deve ter xingado bastante por que deixei-os todos ligados ,fiz de propósito rsrsrs.
Bom começamos a falar um pouco e aos poucos fui vivendo um momento mágico de entrega que nunca havia vivido,adorei  tudo o toque do meu dono,o cheiro dele as ordens a forma de mandar,o domínio e a segurança que ele tinha sobre mim, me ensinou como se senta no chão nas pernas  do dono e isso me deixava cada vez mais envolvida ,depois ele  ordenou que ficasse de joelhos  e tirasse seu cinto e ia dizendo  como  você sente tirando o cinto que vai te bate ,sentia meu corpo quente,os seios endureciam e a calcinha já estava molhada ,achei que estava tudo perfeito e que  era só aquilo que passaria e veio do nada  - aquele tire sua roupa?  me deixou estática por uma fração de segundo mas o desejo de sentir meu dono era tão grande que me despi ali mesmo,meio com vergonha,meio sem jeito porque sou meio estabanada pra isso fiquei nua,meu dono só observou não disse nada , apontou suas pernas deitei de bruço nelas e ele me  deu uns tapas ,do susto ao êxtase fui,gozei ,senti o choro vindo e nem sei por que e mais um tapa e uma ordem sinta seu dono ele me deixou toca-lo era um premio e que delícia tocar  meu dono  e assim as ordens  surgiram fique de quatro ai no chão,foi um incomodo não sabia o que realmente estava pra acontecer ,meu dono o fez  me excitou como uma cadela ,no primeiro momento a dor depois o prazer,digo dor por que ninguém havia feito aquilo comigo e sem se importar muito com isso outra ordem sente na mesa,abra as pernas e quando percebi sentia o meu dono em mim ,ai sim queria chorar mas era de pura  emoção,alguns instantes depois voltei a condição de sub  ele disse se arrume,deixou a sala e antes que pudesse dizer algo jogou álcool nos meus seios se reportou a mim dizendo dono mal .Terminei de me arrumar ele disse  agora você vai ter que ir embora tenho um compromisso,sai de lá com o coração acelerado tudo tinha sido mágico e perfeito,só pensava em entrar no táxi e voltar para casa estava eufórica de mais ,cheguei na rodoviária nem percebi a multidão comprei minha passagem desci as escadas atropelando quem estava na minha frente precisava chegar a tempo na plataforma 26 as 15.45 eram 15.30  corri e cheguei,vi um balcão de vendas de chip de celular e me lembrei da ordem do meu dono,compre um chip da tim, me direcionei ao vendedor e comprei ,voltei a minha plataforma e entrei no ônibus,dez minutos depois era meu dono ligando que delícia aquela voz que perguntava  se estava tudo bem,senti uma segurança  e foi assim que naquele dia de novembro me descobri submissa pronta as ordens  e dominação de um dono.

sábado, 21 de maio de 2011






Torturas-me como quem me ama,
E como quem sabe o que é melhor pra mim
Me trazes aos seus pés, de forma irônica me dás prazer
Como alma penada à procura do paraíso sigo teus sinais
Sinto-me em êxtase, um êxtase doloroso, com gosto de sangue...
A cada desejo teu satisfeito sinto-me mais inútil
Uma inutilidade de desejos contidos...

Corre pelas minhas veias aquilo que te excita
Meus poros transpiram desejo
Desejo que me roubas para o teres a seu bel prazer
Minha lascívia, meu gozo, meu prazer são todos teus...
Causas dores em meu corpo
E não obstante nunca teres me tocado são dores reais
Em lugares estratégicos, dores intensas, contínuas
São as dores dos desejos proibidos, abafados
Inconfessáveis, mas explícitos...

Me excitas, me provocas, me deixas em erupção
E então, como quem dá ordens a um vulcão condenas-me à quietude
Torturo meu corpo para que não te queira
Mas ele como um viciado te deseja ainda mais
Masturbo minha alma para que te esqueça
Mas ela faz questão de tornar-te ainda mais presente em minha mente insana...

Entrego-me aos teus impetuosos desejos
Na esperança de que me arranques essa impiedosa dependência
Ofereço-te minha carne para que a minha dor saia, escorra...
Quem sabe assim eu consiga arrancar-te de mim... saciar-te...
Mas mutilas minha alma com navalhas cortantes
E prazerosamente tens em tuas mão meu coração que palpita
E nele alfinetas agulhas levando-me ao delírio...

Tenho medo da tua ausência, tremo na tua presença
Não consigo conter-me ao olhar-te nos olhos
Quero gritar e fugir, mas me entrego para ser totalmente tua
Exclusivamente tua e assim sirvo-te as delícias do prazer
Quando queres, quando teus desejos gritam estou aos seus pés
E como boa escrava recebo o castigo do amor as navalhas do prazer...

Assim, amarrada com as cordas do desejo
Meus olhos vendados com a loucura da paixão
E a minha boca vedada para nem se quer pronunciar teu nome
Estarei pronta para ser o que sempre quis
Teu objeto de prazer intenso
Uma escrava lançada às masmorras dos teus desejos mais exóticos...

CRÉDITOS:   Damu Alamini