www.eroticoeprofano.blogspot.com

quarta-feira, 9 de junho de 2010

A DIFERENÇA EM SER "DONO", SENHOR OU MESTRE"

Existem muitas formas de tratamento dentro do meio BDSM. A lirturgia BDSMista permite uma gama de palavras diversas para serem ditas, tanto pelo Dom como também pela submissa, em situações variadas, sejam em público ou em sessões particulares dos praticantes. Eu acredito que essas formas de tratamento deixam a fantasia muito mais gostosa de ser vivida.

Uma submissa pode se dirigir a um Dominador de várias maneiras como, por exemplo, Senhor, Mestre, Dom, etc. Tais tratamentos demonstram respeito e também a posição que ela ocupada dentro do BDSM. Entretanto, existe um tratamento que pode ser dito apenas por aquelas que estão encoleiradas. Sim, uma submissa sem coleira não pode se dirigir a um Dominador como DONO, isso só lhe é permitido quando portar uma coleira.
Na minha opinião esse é o melhor de todos os tratamentos, pois não é qualquer uma que pode me chamar assim. Apenas aquela(s) felizarda(s), escolhida(s) a dedo por mim, terá o privilégio e a honra de me chamar por esse "apelido" carinhoso. Digo mais, meus queridos(as) amigos(as), ouvir a(s) minha(s) submissa(s) me chamando de DONO "não tem preço", e, quando diz: "DONO tá doendo!", ai sim, este Dominador aqui se sente melhor ainda.
Tratamentos como Mestre, Senhor, Dom, Dominador são bons e até gostosos de serem ouvidos/lidos, uma vez ou outra, aqui ou ali; Eu confesso. Afinal, faz bem para o ego desse que vos escreve. Mas, qualquer um pode ser Mestre, Senhor, Dom, Dominador. E, quando digo qualquer um, é qualquer um mesmo. Qualquer mancebo pode se intitular dessa forma, sem qualquer cerimônia.
Agora DONO não. Este "título" precisa ser conquistado. Às vezes, acontece de uma forma mais rápida, de outras bem demorada. É todo um processo de conquista, o Dominador precisar mandar muito bem na "dança do acasamento do BDSM" para ter uma submissa aos seus pés. A submissa precisa confiar para se entregar de corpo e alma. E se não der conta do recado ou a submissa não corresponder com o que quer dela, você deixa de ser DONO e ela deixa de ser um pertence. Os dois perdem.
Hoje em dia ser Dom, Mestre, Senhor/Sir é fácil. Agora, ser verdadeimente DONO de alguém é para poucos. Só os peixes grandes conseguem.


Sir Lucyus Ghostwish

Um comentário:

  1. concordo com o senhor
    ser dono é ser especial
    senhor especial para mim beijo

    ResponderExcluir